Sobre a decisão Judicial

 

Atenção patrocinadores, atletas e público em geral amantes do esporte Fisiculturismo

do Rio de Janeiro

 

No dia 21 de Julho de 2013 enquanto iniciávamos nosso segundo dia do evento

Mr. Rio de Janeiro 2013 – Evento Principal e aberto ao público – no maravilhoso

Teatro Odylo Costa Filho, localizado na UERJ,

fomos surpreendidos com a presença de pessoas que alegavam que não

poderíamos realizar este Campeonato Estadual seletiva para o Brasileiro

de Fisiculturismo.

 

Veja  abaixo:

A autora de tal impedimento (IFBB-RIO) embora expulsa e desfiliada desde 2011

pela CBCM (Confederação Brasileira de Culturismo e Musculação) continua,

abusivamente e de má fé a se intitular entidade representativa do Fisiculturismo

no Rio de Janeiro confundindo terceiros com mentiras de toda ordem, levando ao

erro o MM. e Doutor magistrado da 18ª vara Cível da Capital com a liminar para

o impedimento do evento Mr. Rio de Janeiro 2013 já citado acima.

 

Alegando mentiras reiteradas, procura a autora , IFBB-RIO, em flagrante atitude

de má-fé desmoralizar-nos acusando-nos por crimes não praticados e

responsabilizando-nos pelos insucessos e ilegalidades praticados só pela

demandante ,IFBB-RIO, única responsável pela imagem desabonadora,

que a levou a ser expulsa da CBCM em 2011.

 

 

Munidos de sentença judicial vimos informar que a decisão do MM. e Doutor

magistrado da 18ª vara Cível da Capital foi taxativa e irrevogavelmente Á

FAVOR da FCCF-RJ – Federação Carioca de Culturismo Musculação e

Fitness por ser de direito a Federação representante OFICIAL e única da

CBCM – Confederação Brasileira de Culturismo e Musculação, no Estado

do Rio de Janeiro, portanto  com todos os poderes e direito de realizar os

eventos Mr. Rio de Janeiro e Estreantes oficialmente no território do Rio

de Janeiro.

 

 O Doutor e magistrado da 18ª vara Cível da Capital salientando o crime de

litigância de má fé ainda adverte e intima a intitulada IFBB-RIO  por

utilizar-se de meios ilegais para o levarem a erro, e reconhece a FCCF-RJ

e todos os seus direitos para a realização dos eventos de Fisiculturismo

Musculação e Fitness no Estado Rio de Janeiro, por ser a única Federação

do Estado filiada e reconhecida pelo ORGÃO PRINCIPAL E MÁXIMO

REPRESENTANTE DO FISICULTURISMO NO BRASIL com mais de meio

século de trabalho organizando o esporte no País, a CBCM.

 

 

Fundada em 1963 a Confederação Brasileira, CBCM, presidida pelo Dr. Reginaldo

Gomes, vem realizando e organizando seus eventos em todos os Estados do Brasil

junto á suas Federações afiliadas, inclusive no Estado do Rio de Janeiro onde a

intitulada IFBB-RIO foi representante até o ano de 2011, ano em que a mesma foi

expulsa da CBCM, posteriormente, ingressando em seu lugar a FCCF-RJ

– Federação Carioca de Culturismo Musculação e Fitness.

 

 

Provamos e esclarecemos aqui que o impedimento e ataque á que foi submetido

o esporte no último dia 21 de Julho no Teatro Odylo Costa Filho na UERJ que impediu

a realização do evento promovido pela Federação oficial Carioca de Culturismo

Musculação e Fitness foi através de uma liminar com alegações mentirosas,

completamente infundadas, injustas e criminosas.

 

 

Total desequilíbrio e desespero

Sr. Gustavo Costa representando a intitulada IFBB-RIO, inescrupulosamente e de

forma inconseqüente, ignorando a legitimidade da Federação Carioca de Culturismo

Musculação e Fitness, FCCF-RJ, e principalmente da CBCM, órgão PRINCIPAL E

MÁXIMO do esporte Fisiculturismo no Brasil fundada em 1963 e reconhecida pelo

Governo Federal (Ministério do esporte) e COB e á qual somos afiliados, atacou-nos

com mais um de seus atos nocivos ao esporte e com uma atitude surreal, ousada,

petulante e inescrupulosa gerando incalculável prejuízo, moral e financeiro á

Federação Carioca de Culturismo Musculação e Fitness e á mais de uma centena

de atletas que se dedicaram com meses de dieta e árduo treinamento e não

puderam competir.

 

 

Fomos impedidos ainda, em função do lamentável ocorrido, de mostrar o esporte em

Rede Nacional. Como visto pelos presentes, havia no local uma equipe de uma

emissora de TV aberta que veio de São Paulo, especialmente para filmar o evento

Mr. Rio 2013 FCCF-RJ durante 5 horas para ser transmitido em Rede Nacional.

A equipe permaneceu no local aguardando a possibilidade da realização do evento.

Foi impedida assim uma valiosíssima visibilidade para o esporte e aos atletas.

 

 

É justo que fiquem cientes os patrocinadores, atletas e público em geral do fato

ocorrido e desta decisão judicial e que fique CLARA a legitimidade da entidade

esportiva Federação Carioca de Culturismo Musculação e Fitness – FCCF-RJ,

como OFICIAL e LEGÍTIMA PARA REALIZAÇÃO DE EVENTOS SEM

QUAISQUER IMPEDIMENTOS.

 

O fato é que inescrupulosamente a IFBB-RIO, como já dito, Federação desfiliada da

Confederação Brasileira de Culturismo e Musculação (órgão oficial desde 1963)

ainda deseja manter os direitos de uma Federação oficial e filiada á CBCM mesmo

sem ser, levando todos á erro a qualquer custo inclusive com tentativas de ludibriar

a justiça, utilizando-se a todo momento de completa má fé,

haja visto que por tal atitude foi intimada e determinada advertência á autora (IFBB-RIO)

pelo MM. e Doutor magistrado da 18ª vara Cível da Capital.

 

 

 Esta é uma resposta á todos que se sentiram atingidos com a tamanha falta de

consciência esportiva acontecida através do impedimento da realização do

evento do dia 21 de Julho, Mr. Rio de Janeiro 2013 da Federação Carioca de

Fisiculturismo Musculação e Fitness e aos que ainda

têm dúvidas com relação á verdade do Fisiculturismo Carioca.

 

 

Sem a necessidade de utilizar de ataques a nenhuma entidade apesar de

que desde que iniciamos já possuíamos todos os direitos de agirmos em

nossa defesa, pela legitimidade da nossa Federação e da CBCM á qual

somos filiados, inicialmente não escolhemos principiar uma guerra.

Agora orgulhando-nos da justiça, partimos aqui de um ponto ao qual nos

encontramos de todas as maneiras na obrigação de defender nossos

atletas que são legítimos e que de nenhuma forma se encontram em

situação clandestina, ao contrário, como provamos por esta decisão judicial

tendo que para tal apresentar todas as documentações necessárias,

que possuímos é claro, em juízo.

 

 

Inequivocamente, a IFBB-Rio expôs a FCCF- RJ a desonra pública,

taxando-a injusta e repetidamente de empresa fantasma, clandestina,

desclassificada, ilegal, inabilitada, irregular, sem credibilidade,

inapta, desestruturada e plagiadora, abalando-lhe o crédito e a moral,

exercendo, inclusive, pressão psicológica, para obter vantagens indevidas,

o que vem conseguindo com a paralisação das atividades

legais da Federação, causando-lhe prejuízos de toda ordem.

 

 

 Fique Claro:

FCCF-RJ – Entidade Oficial do Fisiculturismo do Estado do Rio de Janeiro á nível Estadual

CBCM – Entidade Oficial do Fisiculturismo Brasileiro á nível Nacional

WBPF – Entidade Oficial do Fisiculturismo Brasileiro á nível Internacional

 

 

O esporte Fisiculturismo Brasileiro para seguir seu curso no País não necessita

de intervenções de associações de outros Países, á não ser da própria WBPF –

World Bodybuilding Physique & Sports Federation– Federação Internacional

atualmente oficialmente reconhecida pela CBCM, com seus

Internacionais Campeonatos reconhecidos pelo governo Federal.

 

 

A intitulada IFBB-RIO não é reconhecida pela CBCM, órgão máximo e

principal do Fisiculturismo no Brasil, portanto não realiza eventos á nível

Estadual com tal reconhecimento, também não é uma Federação Internacional

e nem promove esses eventos, a mesma associa-se a Campeonatos

realizados por empresas que promovem eventos e feiras e realiza seletivas

com cobrança de onerosas e abusivas taxas de inscrições dos atletas com

objetivo financeiro contando com a boa fé dos atletas atraídos pelas falsas

ilusões a que esta entidade vem provocando para que

os mesmos participem destes eventos.

Ao invés de auxílio e ajuda premiam o esporte com cobrança de taxas

abusivas para permitirem a participação dos atletas.

Respeitosamente sugerimos aos senhores que tirem suas próprias

conclusões destes que se intitulam uma entidade representante do esporte.

 

 

Vocês atletas FCCFRJ estão defendendo seu esporte em Campeonatos

oficiais Estaduais, Nacionais e no Mundial e não permitiremos ataques

de quaisquer que sejam a origem principalmente advindos

de motivações desesperadas e mentirosas que com as mesmas,

sem sucesso tentam provar que são

o que não são com alegações e declarações mentirosas.

 

 

Saibam que com essa decisão, a justiça nos preserva e está do nosso lado.

Sendo assim, o fato ocorrido em 21 de Julho em nenhuma hipótese se repetirá.

Fiquem certos que equívocos, ataques e injustiças que levam á erro patrocinadores,

atletas e público não mais se repetirão no Estado do Rio de Janeiro enquanto

presidindo esta entidade eu estiver.

 

Jair Frederico

Presidente da Federação Carioca

de Culturismo Musculação e Fitness

 

 

Juiz  ADVERTE  IFBB-RIO por crime de

litigância de má fé

Ocorre quando uma das partes de um processo litiga intencionalmente com

deslealdade.

A parte ou interveniente que, no processo, age de forma maldosa, como

dolo ou culpa, causando dano processual à parte contrária. É o improbus

litigator, que se utiliza de procedimentos escusos com o objetivo de

vencer ou que, sabendo ser difícil ou impossível vencer, prolonga

deliberadamente o andamento do processo procrastinando o feito.

art. 14 do CPC”.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s