REGRAS DA MODALIDADE BODYSHOW – Categoria experimental

Modalidade Bodyshow

– Categoria experimental


12975_531677310196047_227047779_n

WBPF- BRASIL
Regras para Competição Nacional e Regional
Válidas para o início de Julho de 2012

Aprovada pela CBCM

Da Modalidade Bodyshow

1- Categoria Básica

Os critérios desta Categoria são os mesmos da Categoria composta; A diferença entre as duas é a vestimenta, ficando imposto aos participantes apresentação APENAS com sunga – No caso da categoria MASCULINA
E biquíni para a categoria FEMININA.
Na Categoria básica valem as mesmas regras na íntegra da Categoria composta porém sem a necessidade de produção/ vestimenta específica.

2- Categoria Composta

A modalidade BODYSHOW está surgindo para dar oportunidade aos atletas, ex-atletas e pessoas ligadas ao esporte Fisiculturismo, em qualquer modalidade e categoria, atuantes ou não, com boa expressão corporal á se destacarem por seu desempenho na arte de “posar” e se apresentarem para uma modalidade do Culturismo.
Para as mulheres mostrarem performance, simpatia, sensualidade tanto de forma corporal como estrutural e coreográfica, aproveitando para enfatizar sua musculatura aparente e para os homens a melhor coreografia mostrando firmeza, boa coordenação motora, expressão corporal, rigidez muscular com leveza de movimentos, valorizando a musculatura em diversos ângulos.
Para ambas as categorias, Masculina e Feminina, criatividade, libertando o atleta para se apresentar de acordo com as suas preferências, desenvolvendo produções temáticas podendo ser baseadas em fantasias de super-heróis, ídolos de cinema, da música, dentre outros segmentos em termos de vestimenta aliando melhor coreografia e melhor produção.
Enfim, esta Modalidade foi dedicada aos homens e mulheres, atletas profissionais, amadores e praticantes que possuem boa expressão corporal e um corpo estético tonificado pela musculação (ou não), iniciando pela expressão corporal, beleza plástica finalizando com a beleza estrutural de curvas e silhuetas de um(a) verdadeiro(a) Fisiculturista de qualquer modalidade.

Artigo 2º:

DEFINIÇÃO DA PALAVRA BODYSHOW:
BODYSHOW é uma palavra que vem do inglês:

Body significa: Corpo
Show significa: Apresentação, espetáculo.

DAS REGRAS:

Artigo 3º:

O físico deverá apresentar curvas suaves e firmes, sem que demonstre excesso de taxa de gordura onde demarque a silhueta do(a) Mr. e Miss BODYSHOW.
Exemplo de excesso:
– gorduras entre braço e tríceps,
– gorduras entre abdômen e oblíquo
– gorduras entre pernas e femoral
– excesso de estrias ocasionadas aumento e diminuição de peso em excesso.

Artigo 4º:

– O percentual de gordura será avaliado pela arbitragem não excedendo a padrões alusivo de exagero
– Não será permitido participação de candidatos (a) com percentual excessivo de gordura.
– percentuais acima do estabelecido não poderá ser enquadrado como atleta de alta performance de rendimento ou de pessoas normais, podendo ser descartas na seletiva prévia

Artigo 5º:

Dos Critérios de Julgamento do Mr. e Miss BODYSHOW.
Categoria FEMININA
• até 1,60 cm;
• até 1,65 cm;
• até 1.67cm
• acima de 1.67cm

Obs.: menos de 4 (quatro) participantes em qualquer uma das categorias ocorrerá unificação dentre elas ;
Dos Critérios de Julgamento do Mr. e Miss BODYSHOW.
Categoria MASCULINA
• até 1,65 cm;
• até 1,75 cm;
• até 1.85 cm
• acima de 1.85 cm

Obs.: menos de 4 (quatro) participantes em qualquer uma das categorias ocorrerá unificação dentre elas ;

Artigo 6º:

Da condição física :
• Grau de volume muscular;
• Proporção física de um corpo feminino ou masculino tonificado;
• Tônus muscular super moderado;
• Aparência saudável,
• Beleza coreográfica
• Beleza plástica
Beleza corporal

Artigo 7º:

Da apresentação no palco;

a – O apresentador chamará ao palco cada participante individualmente explanando suas qualificações dentre elas: “ Nome, idade, Cidade, representação, profissão e modalidade do culturismo que já participa (se for o caso).”, Enquanto o (a) participante fará sua trajetória em toda circunferência do palco desde a lateral meio e lateral esquerda, em seguida regressando a sua posição numérica que será demarcada pela comissão técnica, iniciando assim sua apresentação coreográfica devidamente vestidos por suas fantasias no caso da Categoria Composta, ou qualquer outro acessório de sua preferência préviamente aprovado pela comissão técnica da FCCF-RJ (todo este roteiro será passado um dia antes da competição).

b – O participante deverá exibir o máximo de demostratividade de um(a) verdadeira dancer bodyshow (expressão corporal); mostrando seus corpos tonificados pela musculação e valorizando sua musculatura tanto nos gestos quanto na coreografia no ritmo da música escolhida pelo participante, pois estará somando nos requisitos já expostos

c- A coreografia deve ser descontraída e o olhar do atleta sempre que possível voltado para os juízes.

d- Cada participante terá dois minutos e meio de apresentação.

e- Os juízes estarão analisando o conjunto completo dos itens acima.

Artigo 8º:

a- A logo marca do patrocinador – Com solicitação prévia sujeito á aprovação pela comissão organizadora do evento – pode ser exposta na parte frontal da fantasia em tamanho médio (não muito avantajado).

b- Sapatos, sandálias, sapatilhas ou tênis liberados somente para a Categoria Composta.

c – O participante deverá exibir sorriso e simpatia que estarão somando nos requisitos já expostos

d- Para a Categoria Composta será permitido efeitos especiais com solicitação prévia e aprovação pela comissão organizadora do evento

Artigo 9º

Vestimenta:
O PARTICIPANTE DEVERÁ COMEÇAR A APRESENTAÇÃO COM A FANTASIA/VESTIMENTA ESCOLHIDA, RETIRÁ-LA DURANTE A APRESENTAÇÃO E TERMINÁ-LA COM SUNGA (CATEGORIA MASCULINA) E BIQUÍNI (CATEGORIA FEMININA) – no caso da Categoria Composta –
a – Fantasia, Sunga ou Biquíni de 2 (duas) peças, de cor a gosto, modelo cavado moderado, com no mínimo 3 (Três) cm de largura na parte de trás do biquíni, sem aparentar vulgaridade no palco tanto na vestimenta quanto na coreografia a ser apresentada;
b- Proibido nudez bem como expressar gestos obscenos e vulgares

c- Brilhos, lantejoulas serão permitidos na vestimenta;

d- Brincos, pulseiras, (jóias no geral) será permitido;

e- Tom de pele bronzeado, para melhor visualização do físico no palco;

f- O uso de pouco óleo será permitido, porém o uso de tinta no corpo será permitido desde que não comprometa a aparência geral da atleta, por exemplo, uma fina camada de tinta ou pasta;

g- O participante deverá exibir a melhor coreografia e plástica corporal que estará somando nos requisitos já expostos;

Artigo 10º

Do Confronto
Serão chamados de acordo com o número de participantes no mínimo de 3 e no máximo de 5 participantes
O coordenador de palco deverá posicionar na ordem cada participante e em seguida o apresentador solicitará dois ou mais participantes para o confronto que deverão apresentar ao mesmo tempo um pequeno trecho de suas coreografias para que os demais juízes possam avaliar melhor o conjunto de cada.
Após o confronto retornará de volta para o alinhamento das posições numéricas no palco.

Artigo 11º:

DO SISTEMAS DE AVALIAÇÃO DE CLASSIFICAÇÃO DOS JUIZES
– A performance coreográfica e acessórios, terá 80% de peso na nota ou seja a soma do I e II ROUND, no caso da Categoria Composta e Básica;
– Quanto ao restante, físico, beleza plástica , estética 20% na somatória, no caso da Categoria Composta e Básica;
– A composição da mesa será de no mínimo de 7 juízes e no máximo de 9
– No caso de mais de 15 participantes será selecionado os 15 melhores com apontamento na súmula dos juízes sobre um X nos permanecem.
– A soma de maior número de X é permanecerá como classificado (a) para semifinal.
– Na semifinal será selecionada por ordem de classificação de 1º ao 15º colocado, onde será cortando pelos mesários a melhor nota de cada juiz e a pior nota no caso que esteja trabalhando com 7 juízes
– Para 9 juízes será cortada as duas melhores notas e as duas piores notas de cada um e assim teremos o pró médio de classificação.
– Somente irá para as finais no máximo 10 atletas
– Dos 10 finalistas será julgado do 1º ao 10º colocado
– Dos 10 finalistas será zerada a nota e julgará somente mais uma passagem, dando a classificação entre as campeãs
– Quanto ao critério de SIMPATIA será julgado separadamente para premiação individual.
– Tanto para a categoria Feminina quanto para a masculina também contarão pontos para os critérios dos juízes melhor produção e vestimenta específica, somente no caso da Categoria Composta.

Artigo 12º:

DISPOSIÇÕES TRANSITÓRIAS

Observações Importantes:
Serão desclassificados os participantes que não se adequarem às normas deste regulamento durante a pesagem e inscrição ou prévia.
Os participantes que tiverem:
• alto teor de gordura corporal ;
• Vestimenta ou coreografias inadequadas;
• Excesso de celulites, e anomalias agressivas.

Cada Federação ou interessados a realizarem o MR. e MISS Bodyshow, deverão se aprimorar na realização de curso de arbitragem na FCCF-RJ – CBCM.

As Federações ou ligas deverão implementar a nova modalidade em cada Estado desde que tenha um representante técnico sob supervisão da FCCF-RJ – CBCM.

Quanto aos participantes não será obrigatório a filiação, basta somente pagar a inscrição de participação

Somente podem realizar esta competição, Federações filiadas, no caso de empresas particulares desde que tenha o aval da FCCF-RJ que é a detentora dos direitos legais do concurso.

Não será permitida a realização prévia desta competição/concurso sem que aja o treinamento adequado para aplicação desta regra

O participante poderá trazer seus respectivos maquiadores e técnicos sem qualquer tipo de restrição.

O local de competição/concurso deverá dispor:

– Camarins adequado ou adaptados com cabides de roupas
– Espelhos
– Fita de Demarcação 3 m
– Local para guarda volumes dos participantes
– Segurança
– Palco no mínimo de 1.10 , 1.20, 1.50 ( podendo ter passarela central ou lateral ( podendo ser realizado também em casas de show teatros e litoral.
– Iluminação Show
– Cadeiras e mesas para arbitragem e públicos
– com espelho luzes, cadeiras mesas e um Studio fotográfico adaptados ao evento
– Painel de fundo digitalizado no formato de quadro com Box trans de 30 cm de largura
– Sonorização
– Tela de projeção
– Número para os participante formato de 8.5 cm com 0.5 cm de borda na cor vermelha
– Água

Dia da prévia

Para a categoria do Body Show a prévia consiste na medição dos atletas, visto que a categoria é dividida por altura.

 

A prévia para as categorias será realizada 1 DIA ANTES do dia do Campeonato (evento principal). Os atletas deverão chegar no local marcado pela Federação no horário estipulado, munidos dos seguintes documentos:

 

1-  Carteira de identidade (Cópia e original)

2- CPF (Cópia e original)

3- Comprovante de Residencia (Cópia e original)

4- 2 fotos 3×4 caso seja atleta novo e/ou ainda não possua a carteirinha da Federação.

 

Todos os atletas deverão estar com biquíne ou sunga (não precisa ser o biquíne ou sunga da competição), por baixo da roupa, para uma conferência. No caso das categorias divididas por altura, apenas para o caso do atleta que tiver dúvidas com relação ao seu enquadramento na categoria ou para alguma dúvida advinda da organização do evento. Para a categorias do Bodybuilding, incluindo o clássico, categorias que são divididas por peso, a pesagem será obrigatóriamente realizada de biquíne ou sunga.

 

Como será a prévia para a categoria Body Show

O atleta se dirigirá à mesa e solicitará 2 fichas para o preenchimento, deixando em branco, nas duas fichas, o campo categoria, peso e altura – Onde estará escrito: – Este espaço será preenchido pelo responsável da pesagem . Após o preenchimento das duas fichas, o atleta deverá entrar na fila para a pesagem e medição, com as fichas na mão. Após constatar o peso e altura do atleta, o técnico preencherá os espaços em branco nas duas fichas e ficará com 1 das vias. A outra será levada pelo atleta até a mesa de inscrição para a entrega. Neste ato, o atleta escolherá seu número para a competição, a carteira de atleta (caso ainda não a possua) e entregará a documentação solicitada.

 

ATENÇÃO: Os atletas que não comparecerem no dia da prévia estarão suspensos da competição.

Mediante o contato prévio com a Federação o atleta deve justificar a falta cabendo à Federação aceitar ou não a justificativa do atleta. Em caso de não haver justificativa, o atleta estará suspenso da competição.

 

FINAIS – Dia da competição 

O atleta deverá chegar no horário estipulado pela Federação, geralmente 1 hora antes do horário da abertura dos portões do evento. Essas informações irão chegar ao atleta através do email de confirmação após a sua inscrição online.

 

Veja mais:

https://fccfrj.com.br/modalidades-e-categorias-regras-cbcm-fccf-rj-wbpf/

 

 

 ESTA MODALIDADE FOI IMPLENTADA NA GESTÃO DE JAIR J. FREDERICO PELA FCCF-RJ E AUTORIZADA PELA CBCM – GESTÃO REGINALDO GOMES.

ATENCIOSAMENTE

JAIR J. FREDERICO
PRESIDENTE DA FEDERAÇÃO CARIOCA DE CULTURISMO MUSCULAÇÃO E FITNESS

E

IDEALIZADOR DA MODALIDADE BODYSHOW

MÔNICA D. MARQUES
DIRETORA SECRETÁRIA GERAL DA FCCF-RJ

IDEALIZADORA DO NOME “BODYSHOW”

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s